Pesquisadora eleita personalidade do ano 2017

A pesquisadora da Fiocruz Pernambuco Celina Turchi, foi eleita personalidade do ano, juntamente com a médica Adriana Melo, do Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto (Ipesq), pelo Prêmio Faz Diferença, promovido pelo jornal O Globo. Celina e Adriana foram reconhecidas por suas contribuições relacionadas à epidemia da zika. A cerimônia de premiação acontecerá em março. Continue reading “Pesquisadora eleita personalidade do ano 2017”

Projeto IPESQ no Fantástico

Em parceria com a Fraternidade sem fronteiras, nova terapia para crianças com microcefalia, é testada pela médica Adriana Melo, na Paraíba.

A reportagem foi ao ar no domingo, dia 15 de outubro, no programa Fantástico, da Rede Globo.

Reportagem no site G1, da Globo.
Há dois anos, o Brasil passou por uma de suas mais graves epidemias na saúde pública, o nascimento de bebês com microcefalia, provocada pelo vírus da zika…

Continue reading “Projeto IPESQ no Fantástico”

Confira a matéria realizada pela UOL sobre a Catarina.

Os exames de Catarina e João Guilherme provaram o elo entre zika e microcefalia. Eles naceram com poucas horas de diferença. O menino morreu logo. A meenina acaba de completar um ano. Seu excelente desenvolvimento é uma esperança para outras famílias e motivo de estudo para a ciência.

Continue reading “Confira a matéria realizada pela UOL sobre a Catarina.”

Vencedora – Prêmio Faz a Diferença

Entre setembro e outubro de 2015, semanas antes de o surto de microcefalia ligado à epidemia de zika alarmar o Brasil todo, a obstetra e pesquisadora Adriana Melo observou, na Maternidade Instituto Saúde Elpídio de Almeida, em Campina Grande, na Paraíba, um aumento no número de fetos com malformação.

Continue reading “Vencedora – Prêmio Faz a Diferença”

Médica que ligou zika à microcefalia diz que levou 2 meses para ser ouvida

Adriana Melo é médica de gestações de alto risco na maternidade pública de Campina Grande, que atende todos os municípios do sertão da Paraíba. Não é pouca coisa, mas ela se destacou por outro motivo: ela foi a primeira a apresentar provas da relação entre o vírus da zika e os crescentes casos de microcefalia na região, em novembro de 2015.

Continue reading “Médica que ligou zika à microcefalia diz que levou 2 meses para ser ouvida”